Arquivo da categoria: Exchange Online

Posts Relacionados a Exchange Online.

Exchange Online: Configuração do Dual Delivery para migração de Google Apps

 

 

 

Olá pessoal,

Durante uma migração em que temos um grande volume de contas no Google Apps, é necessário executarmos a migração de forma granular. Um dos principais desafios durante esta “coexistência” é o roteamento de e-mails entre as duas plataformas.

Neste artigo irei mostrar como configurar o Google Apps, fazendo com que toda mensagem que seja entregue no GApps terá uma cópia da mesma no Office 365.

Lembrando que existem alguns passos que devem ser configurados no Office 365 para o perfeito fluxo de e-mail entre Office 365 <> Google Apps, mas isso irei mostrar no próximo artigo.

 

Vamos lá:

 

Criação de uma “Org” no Google Apps:

 

1. Efetuar logon no Google Apps através da URL admin.google.com, e inserir Usuário e Senha com direitos administrativos:

 

image

2. Clicar em “Google Apps”:

 

image

3. Clicar em “Gmail”:

image

4. Expandir “Google Apps” e clicar em “Users”:

 

image

5. Selecionar os usuários que serão migrados e em seguida clicar no botão “Move to another organization”:

image

6. Clicar em “Create New”:

 

image

7. Inserir o nome da organização e em seguida clicar em “Create Organization”:

image

 

Configuração do Hosts

1. Na tela inicial de administração, clicar em “Hosts”:

 

image

 

2.Para encontrar o valor correspondente ao seu ambiente de Office 365, basta realizar uma consulta MX no domínio “empresa.onmicrosoft.com”.

Clicar em “Add Route”, configurar com as informações do Mail Server (empresa.mail.protection.outlook.com) e clicar em “Save”.

 

image

 

Configuração do Dual Delivery:

1. Na tela inicial de administração, clicar em “Advanced Settings”:

 

image

2. Selecionar a organização “Redirect Office 365”:

 

image

3. Na seção de “Receive Routings”, clicar em “Configure”:

4. Selecionar “Inbound” e “Internal – Receiving”:

 

image 

5. Selecionar “Add More Recipients”, em seguida escolher a opção “Advanced”:

 

image

6. Selecionar a opção “Change Route”, em seguida escolher “Office 365 Delivery” (Hosts criados no tópico “Configuração de Hosts”):

 

image

7. Clicar em “Add Settings” ou “Save”:

 

image

8. Clicar em “Save Changes”:

 

image 

Até a próxima,

Diogo Heringer

Anúncios

Hybrid: Unable to update Active Directory information for the source mailbox at the end of the move. Error: UpdateMovedMailboxPermanentException.

Olá pessoal,

Durante uma migração de Exchange Server 2003 para Exchange Online, utilizando o Hybrid Configuration Wizard (HCW) e posteriormente o “Move-Mailbox” entre o ambiente On-Premise e Online, me deparei com o seguinte “Warning”:

 

“Unable to update Active Directory information for the source mailbox at the end of the move. Error: UpdateMovedMailboxPermanentException.”

 

Este erro ocorre quando o Exchange Server não consegue converter o usuário migrado de Mailbox para MEU (Mail Enabled User). Para resolver este problema devemos fazer a conversão manualmente utilizando os procedimentos abaixo:

 

1 – Limpar os seguintes atributos do usuário no Active Directory:

homeMDB,homeMTA,msExchHomeServerName,msExchPoliciesExcluded

2 – Incluir os seguintes valores nos campos:

  • msExchRemoteRecipientType=”4″
  • msExchRecipientDisplayType=”-2147483642
  • msExchRecipientTypeDetails=”2147483648″
  • targetaddress: SMTP:alias@tenant.mail.onmicrosoft.com

 

3 – Pronto! Feito isso o usuário se tornará um Mail Enabled User e o roteamento de e-mails acontecerá normalmente!

 

Diogo Heringer

clip_image001

Exchange Online: Show Command Logging

 

 

 

Olá pessoal,

Recentemente foi lançado uma feature muito útil no Exchange Online que permite aos administradores visualizarem os comandos de PowerShell que são executados quando fazemos alguma ação na console do Exchange Online.

Esta função é chamada de “Show Command Logging” e vamos ver o seu funcionamento:

 

1 – No Exchange Admin Center (EAC) clicar no ícone “?” no canto superior direito e em seguida em “Show Command Logging”:

 

image

 

2 – A partir de agora, todos as atividades que eu executar no EAC, serão mostradas em formato de linha de comando:

 

image

 

3 – No exemplo acima cliquei duas vezes no usuário “Diogo Heringer” e ele me mostrou todos os comandos executados para exibir as “Propriedades” deste usuário!

 

Até a próxima,

Diogo Heringer

clip_image001

Autocompletar em migrações de correio para o Exchange Online–Office 365: Uma questão resolvida

 

Excelent post do amigo Maurício Cassemiro sobre NK2! Muito completo e bem explicado!

 

Replicando o post:

 

BNNAC

O Autocomplete está em uma relação de amor e ódio, especialmente em cenários de de migração.

Usuários que utilizam com frequência o recurso de recurso AutoCompletar, em sua grande maioria, fazem questão de manter este recurso depois de migrarmos a sua caixa de correio para Exchange Online e tenho notado que é importantíssimo mantermos esta experiência para o cliente em minhas migrações.

Acredite… dizer ao usuário que o cache do recurso que completa automaticamente os endereços de e-mail já utilizados anteriormente terá que ser reconstruído do zero pode te trazer problemas e uma má experiência inicial no pós-migração de caixas para os usuários.

O arquivo .NK2 (responsável por armazenar este cache da lista MRU de endereço do Autocomplete da versão 2007 para trás do Microsoft Outlook) deve ser migrado também mas não é migrado junto com a caixa de correio.

Antes da Edição

No Microsoft Outlook 2010, não existe mais o arquivo .NK2. Em seu lugar, o Outlook 2010 armazena arquivos .DAT em C:\Users\username\AppData\Local\Microsoft\Outlook\RoamCache

Apos Control   K e Send - Local Roaming

Muitas vezes o Outlook pode não exibir a lista suspensa do Autocomplete porque você tem mais de um arquivo de fluxo do Autocomplete na pasta defaut e o Outlook provavelmente está usando o menor dos dois arquivos, um arquivo mais recente, não o arquivo antigo que tem mais ‘contatos’ na lista.

Outra questão principal que forma este cenário é a migração de servidor de correio que força a criação de um novo perfil do Outlook para a configuração da nova caixa e isto não lega o Autocomplete.

Vejam abaixo que, ao criar um novo perfil, o Outlook gera um novo arquivo Autocomplete zerado com aproximadamente 3 KB:

Novo Perfil do Outlook

Os 2 NK2

Notem que o .NK2 da caixa de correio anterior (perfil antigo antes da migração) tinha 3KB e o novo novo .NK2 gerado com o novo perfil (depois da migração para Exchange Online) vem zerado:

Zoom

Por este motivo, nos clientes Outlook, os endereços anteriormente utilizados com Autocomplete na lista MRU suspensa, não são exibidos em novos perfis, veja:

Conta IMAP/POP configurado com Exchange Online e Outlook 2003

No novo perfil Autocomplete não funciona

Conta Exchange configurada com Exchange Online e Outlook 2007

Primeira digitação

Conta Exchange configurada com Exchange Online e Outlook 2010

Sem Autocomplete - antes

Conta Exchange configurada com Exchange Online e Outlook 2013

Sem Título-1

Uma forma resolver este problema, neste caso, é navegar até o caminho C:\Users\username\AppData\Local\Microsoft\Outlook\RoamCache, copiar o nome do arquivo de fluxo menor/mais recente do Autocomplete, acrescentar ”.old” e então renomear o arquivo de fluxo maior/mais velho com o nome do primeiro. Reabra o Outlook e veja seu cliente dar um largo sorriso ao fazê-lo testar.

Exportar o Autocompletar para o OWA – Outlook Web App requer que a lista seja exportada para um .CSV, copiar a coluna de e-mail e colá-la em um novo e-mail, validando os endereços em seguida com CTRL + K e voialá!

O mesmo pode ser aplicado para o Outlook. Para endereços do catálogo global de endereços, por exemplo, seleciona-se todo o catálogo (ou apenas os endereços que devem aparecer no Autocomplete) e inserimos no campo Para, Cc ou Cco e validamos com CTRL + K. Este método funciona em todas as versões do Outlook que usam o recurso AutoCompletar.

Observe que há um limite para o número de nomes que você pode ter na lista de preenchimento automático. No Outlook 2003, é a 1000. No Outlook 2007 e 2010 é 2000.

Uma dica interessante é utilizar o NK2Edit para editar os arquivos .NK2 e .DAT do usuário, tratar a lista, incluir endereços, podendo também exportar .NK2 para .DAT quando trata-se de migração de Autocompletar em que o usuário vai sofrer update da versão 2007 ou anterior do Microsoft Outlook para a versão 2010 ou 2013.

Acompanhe um arquivo .NK2 (aplica-se à arquivos .DAT como eu disse) sendo tratados:

1.   Abre-se o arquivo .NK2/.DAT na pasta padrão e adiciona-se os endereços:

adicionando do catalogo

Catalogo no NK2 Edit

mudando catalogo

Selecionando todo o catélogo

2.  Salva-se o novo arquivo sobrescrevendo-o:

SCNK2File

Sobrescrevendo

3.  Veja que o arquivo .NK2, neste caso, está com 61 KB:

Depois da edição do NK2

Desta forma, todos os Outlook’s já conseguem pegar a lista antiga de Autocomplete da forma como  usuário estava acostumado.

Conta IMAP/POP configurado com Exchange Online e Outlook 2003

Autocomplete 03

Conta Exchange configurado com Exchange Online e Outlook 2007

Depois do primeiro email enviado

Conta Exchange configurado com Exchange Online e Outlook 2010

85453543

Conta Exchange configurado com Exchange Online e Outlook 2013

Outlook 2013

Exchange Online: Gerenciando e-mails na pasta “Lixo Eletrônico” das Mailbox

 

 

 

Olá pessoal,

Depois de um longo tempo sem postar no Blog devido a alguns problemas, neste artigo mostrarei para vocês como gerenciar as mensagens que são classificadas como “Lixo Eletrônico”.

É comum no cenário empresarial o recebimento de e-mails indesejáveis, fazendo com que atrapalhe a sua produtividade na hora de responder e-mails, ou até mesmo que o e-mail contenha algum tipo de arquivo malicioso que possa danificar o computador.

A administração do Lixo Eletrônico do Outlook normalmente é feita pelo usuário, porém é possível que o administrador efetue estas configurações caso necessário.

 

Vamos lá:

1 – Conectar no Tenant do Office 365:

$livecred = Get-Credential

Connect-MsolService -Credential $livecred

$Session = New-PSSession -ConfigurationName Microsoft.Exchange –ConnectionUri https://ps.outlook.com/powershell/ -Credential $LiveCred -Authentication Basic -AllowRedirection

Import-PSSession $Session

 

2 – Agora podemos gerenciar as configurações de Lixo Eletrônico dos usuários. O comando abaixo irá definir a White/Blacklist para UM usuário.

 

Set-MailboxJunkEmailConfiguration –Identity <Usuário do Office 365> –BlockedSendersAndDomains “empresa.com”, “user@empresa.com” –TrustSendersAndDomains “diogoheringer.com”,”diogo@diogoheringer.com”

 

3 – Para definir para todos os usuários basta executar o cmdlet “Get-Mailbox” e em seguida executar o cmdlet do passo 2:

 

Get-Mailbox | Set-MailboxJunkEmailConfiguration –Identity <Usuário do Office 365> –BlockedSendersAndDomains “empresa.com”, “user@empresa.com” –TrustSendersAndDomains “diogoheringer.com”,”diogo@diogoheringer.com”

 

4 – Para verificar se a configuração foi feita com sucesso, basta executar o seguinte comando:

Get-MailboxJunkEmailConfiguration –Identity <Usuário do Office 365>

 

5 – Pronto! Agora você já consegue manter toda sua organização segura contra e-mails indesejáveis!

 

Até a próxima,

Diogo Heringer

clip_image001

Exchange Online: Bloqueando o recebimento de E-mails Externos de uma Lista de Distribuição (Ambiente com DirSync)

 

 

Olá pessoal,

É comum e quase obrigatório nas empresas de hoje, o uso de Listas de Distribuição. Quando criamos uma lista de distribuição podemos nos deparar com o problema de envio de Spams e e-mails indesejáveis para esta lista, por isso temos a opção para que a Lista de Distribuição aceite e-mails apenas de Usuários Internos ou Internos/Externos.

Este recurso é muito utilizado quando temos o email: todos@empresa.com.br

Quando temos o ambiente com DirSync não conseguimos alterar a Lista diretamente no Exchange Online, que nos retorna a mensagem de que o objeto está sincronizado.

Para bloquearmos o recebimento Externo de e-mails para uma Lista de Distribuição em um ambiente com DirSync, basta seguir os passos:

 

1 – Abrir o ADSIEDIT.MSC, navegar até a Lista de Distribuição desejada e clicar em “Propriedades”:

image

 

2 – Alterar o atributo “msExchRequireAuthToSendTo” para “True”:

image

 

3 – Pronto! Agora as Listas de Distribuição não irão receber e-mails externos!

 

Diogo Heringer

clip_image001

Hybrid Configuration: Re-Migrando as caixas postais após cancelar o Move-Request

 

 

 

 

Olá pessoal,

Quando iniciamos um New-RemoteMoveRequest, no cenário de Exchange Híbrido, esta solicitação é criada automaticamente no ambiente do Exchange Online e marca o Mailbox no Exchange On-Premise com o símbolo de “Mailbox Movida”, conforme figura abaixo:

 

image

 

Porém, quando cancelamos esta requisição por algum motivo, ao tentar fazer a migração deste usuário novamente, as opções de “New-MoveRequest” e “New-RemoteMoveRequest” não aparecem, devido ao status de Move da Mailbox, que para o Exchange esta com o Status de “Mailbox Movida”.

É importante notar que a Move-Request é criada na Floresta do Exchange Online, e não localmente.

Para re-migrar os usuários basta seguir os seguintes passos:

 

1 – Abrir o ADSIEdit.msc e navegar até a partição de “Default Naming Context”:

 

image

 

2 – Em “Propriedades” do usuário, alterar o valor msExchMailboxMoveStatus  para “Not Set”:

 

image

 

3 – Pronto! Agora basta ir até o Exchange e verificar que o objeto não se encontra mais com o ícone de “Mailbox Migrada”.

 

Até a próxima,

Diogo Heringer

clip_image001

Exchange Online: Office 365 Mail Flow Guided Walkthrough

 

 

Olá pessoal,

É comum em cenários híbridos de Exchange, após a configuração inicial, podemos ter algum problema relacionado ao Fluxo de e-mails entre os ambientes, devido a Smart Hosts ou alguma configuração que não foi feita corretamente no Exchange Server On-Premise.

Para ajudar-nos na resolução deste problema a Microsoft lançou uma ferramenta para nos auxiliar neste tipo de teste.

Para utilizar é bem simples, basta acessar o site do Office 365 Mail Flow Guided Walkthrough e responder algumas perguntas sobre o ambiente e enfim o site retornará com informações e teste úteis para o seu ambiente.

 

Até a próxima,

Diogo Heringer

clip_image001

Otimizando a ferramenta de migração “MigrationWiz” para o Office 365

 

 

Olá pessoal,

A MigrationWiz é uma ferramenta homologada pela Microsoft e é  utilizada para migração de diversos tipos de correio para o Office 365.  Ela atende e as necessidades que algumas vezes a Migração IMAP não fornece, que é a migração de calendários e contatos.

Ao utilizarmos os procedimentos padrões de migração para o Office 365 (Conceder permissão “Full Access” a um usuário do Office 365  em todas Mailbox e em seguida executar o mesmo procedimento no correio atual do cliente), podemos encontrar alguns problemas como “Servidor Indisponível” ou relativos a “Max concurrent connections”.

Estes erros acontecem pois, quando atingimos um determinado número de conexões com um usuário, qualquer tentativa de conexão nova é bloqueada. Isto acontece por causa das Throttling Policies do Exchange.

No Exchange On-Premise temos como customizar estas políticas para adequá-las a nossa necessidade, porém no Exchange Online não é possível devido a múltiplos datacenters e servidores. Nos passos que serão mostrados abaixo, não é necessário que o usuário tenha Full Access em todas as Mailbox.

Para que possamos abrir várias conexões do MigrationWiz sem que tenhamos estes erros, basta seguirmos os seguintes passos:

 

1 – Conectar no Tenant do Office 365:

 

$livecred = Get-Credential

Connect-MsolService -Credential $livecred

$Session = New-PSSession -ConfigurationName Microsoft.Exchange –ConnectionUri https://ps.outlook.com/powershell/ -Credential $LiveCred -Authentication Basic -AllowRedirection

Import-PSSession $Session

 

2 – Executar o comando:

Enable-OrganizationCustomization

3 – Com a customização habilitada, executa o comando:

New-ManagementRoleAssignment -Role ApplicationImpersonation -User <admin_user_name>

4 – Efetuar logon no MigrationWiz:

 

image

 

5 – No Connector já criado, vamos clicar em “Edit”:

 

image

 

6 –  Navegar até “Advanced Options” > Exchange Server > “Use impersonation to authenticate (destination)”:

 

image

 

7 – Pronto! Agora basta iniciar a migração e ela será feita de forma bem mais rápida e não terá problemas de perda de conexão!

 

Até a próxima,

Diogo Heringer

clip_image001

Exchange Online: Atualização “Habilitando o IRM (Information Rights Management)”

 

 

Olá pessoal,

Conforme informado no post Exchange Online e Sharepoint Online: Habilitando o IRM, o procedimento de importação do TPD (Trusted Publish Domains) só funcionava com Tenants criados nos EUA.

Como existe a necessidade da utilização deste recurso para Tenants do Brasil, através de um chamado Microsoft juntamente acompanhado e escalado pelo Felipe Moreno conseguimos uma resposta e solução para este equívoco.

Para resolver isto, basta utilizar a seguinte “RMS key sharing location” para o Brasil: (ao invés de “na” de North America, está “sa” de South America).

Vamos a correção:

 

1 – Executar os procedimentos do post Exchange Online e Sharepoint Online: Habilitando o IRM

2 – No passo 4, utilizar a seguinte URL:

https://sp-rms.sa.aadrm.com/TenantManagement/ServicePartner.svc

 

3 – Pronto! Com isto podemos ativar o IRM com sucesso para Tenants do Brasil.

 

Até a próxima,

Diogo Heringer

clip_image001