Arquivo da categoria: Ferramentas

Exchange Online: Office 365 Mail Flow Guided Walkthrough

 

 

Olá pessoal,

É comum em cenários híbridos de Exchange, após a configuração inicial, podemos ter algum problema relacionado ao Fluxo de e-mails entre os ambientes, devido a Smart Hosts ou alguma configuração que não foi feita corretamente no Exchange Server On-Premise.

Para ajudar-nos na resolução deste problema a Microsoft lançou uma ferramenta para nos auxiliar neste tipo de teste.

Para utilizar é bem simples, basta acessar o site do Office 365 Mail Flow Guided Walkthrough e responder algumas perguntas sobre o ambiente e enfim o site retornará com informações e teste úteis para o seu ambiente.

 

Até a próxima,

Diogo Heringer

clip_image001

DirSync: IDFix Tool

 

 

 

 

Olá pessoal,

Frequentemente em implantações de DirSync encontramos alguns problemas com objetos na hora de executar a sincronização. Objetos que possuem caracter especial, espaço, objetos sem DisplayName são fatores decisivos para que o DirSync não faça a sincronização deste objetos.

Com o objetivo de facilitar a correção destes objetos e adequá-los ao padrão em que o DirSync utiliza para fazer a sincronização, a Microsoft lançou o IdFix DirSync Error Remediation Tool.

Feito o download vamos aprender a utilizar a ferramenta:

 

1 – Extrair os arquivos para o local desejado:

 

image

 

2 – Renomear o executável, retirando a parte “.rename” do arquivo:

image

 

3  – Na tela de confirmação do arquivo renomeado vamos clicar em “Yes

 

image

 

4 – Executar o IDFix.exe e clicar em “Ok” no alerta:

 

image

 

4 – Com a ferramenta aberta, vamos clicar em “Query” para visualizar todos os objetos com erros:

 

image

 

5 – Com os erros validados, na guia “Action” podemos executar algumas ações, como Edit, Remove e Complete.

 

Edit: Irá executar a alteração sugerida na guia “Update”. Caso queira alterar o valor da guia “Update” é possível também.

Remove: Altera o valor do atributo de forma que ele fique “em branco” (<Not Set>).

Complete: Considera que o valor existente é o valor correto e não faz nenhuma alteração.

 

image

 

6 – Pronto agora podemos resolver os problemas de sincronização com mais precisão!

 

É importante lembrar que o IDFix executa alterações no seu Active Directory, então devemos validar muito bem os valores antes de alteramos através da ferramenta.

 

Até a próxima,

Diogo Heringer

clip_image001

Exchange Online: Instalando a Console de Gerenciamento do Exchange Server 2010 no Windows 8

 

 

Olá pessoal,

Com minhas mudanças para São Paulo (SP) estou com pouco tempo de postar artigos, porém a medida do possível irei divulgando novos artigos relacionados a Exchange Server 2013/2010 e Exchange Online.

Recentemente tive a necessidade de instalar a “Console de Gerenciamento do Exchange Server 2010” no meu Windows 8 para fazer a gerencia do Exchange Online da nova empresa que estou trabalhando.

Por padrão a Microsoft ainda não homologa este procedimento, mas vou mostrar o procedimento de como fazer para instalar e administrar seu ambiente de Exchange Online normalmente. Vamos lá:

 

1 – Modificar o valor da seguinte chave de registro:

“HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows NT\CurrentVersion”

Alterar de “6.2” para “6.1

 

image

 

2 – Instalar o “.NET Framework 3.5 Windows Feature”:

 

image

 

3 – Instalar as features “IIS 6 Management Console Feature”, “IIS Metabase” e “IIS 6 Configuration Compatibility Feature”:

image

 

4 – Modificar o valor da seguinte chave de registro:

“HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows NT\CurrentVersion”

Alterar de “6.1” para “6.2

image

 

5 – Instalar o RSAT do Windows 8.

                Download RSAT Windows 8

6 – Após instalar o RSAT, vamos adicionar o Snap-In “Exchange Server 2010” no MMC e salvá-lo no C: como “ExchangeMGMT”:

 

image

 

Se tentarmos abrir o Exchange Management Tools ele irá travar por motivos de diferença de versão.

Para que funcione corretamente devemos abrir o MMC através do arquivo “.BAT” que será criado no Item 7.

7 – Criar um arquivo no Notepad com o seguinte conteúdo:

 

set __COMPAT_LAYER=RUNASINVOKER

set COMPLUS_Version=v2.0.50727

C:\ExchangeMgmt.msc

Salvar o arquivo como “.BAT”.

 

8 – Adicionar as floresta do Exchange Online que você deseja:

image

 

9 – Pronto! Agora você pode gerenciar seu Exchange Online através do Windows 8!

 

Até a próxima,

Diogo Heringer

clip_image001

Dez Grandes Ferramentas para Exchange Server

 

Olá galera,

 

Compartilhando um post MUITO INTERESSANTE do especialista e amigo Mauricio Cassemiro:

 

8567

Há algum tempo atrás, assisti a uma sessão do Scott Schnoll da Microsoft no TechEd 2012 sobre dicas e truques para Exchange Sever. Scott nos fornece as dicas mais recentes e melhores e ferramentas baseadas na última versão do Exchange. Este ano ele não decepcionou e eu pensei em compartilhar com vocês algumas das ferramentas que são essenciais para um administrador do Exchange. Vejam a seguir:

  1. Exchange Mailbox Server Role Requirements Calculator – Esta ferramenta tem se mostrado muito útil em várias ocasiões e a equipe fornece atualizações constantes para garantir cálculos realistas. Para simplifica suas necessidades a ferramenta fornece saída em sua configuração de armazenamento, bem como requisitos de backup e replicação.
  2. Exchange Remote Connectivity Analyzer (ExRCA) – Esta é uma excelente ferramenta que permite aos administradores do Exchange ter a capacidade de validar as suas configurações do cliente de serviços de acesso (EWS, Outlook Anywhere, ActiveSync.) e funcionalidade SMTP através de uma ferramenta on-line, muito útil para testar e solucionar problemas.
  3. Exchange Client Network Bandwidth Calculator – Uma grande ferramenta que fornece aos administradores a capacidade de prever as necessidades da largura de banda com base no número e tipo de cliente de acesso ao Exchange que está sendo utilizado. Ele também fornece um gráfico bom.
  4. MFCMAPI – Usa APIs publicado da Microsoft para fornecer acesso a stores MAPI através de uma interface gráfica de usuário. Sua finalidade é facilitar a investigação de questões para Exchange e Outlook e para fornecer aos desenvolvedores uma amostra canônica para o desenvolvimento de ambientes para MAPI.
  5. Exchange Server Deployment Assistant (ExDeploy) – Uma ferramenta online que percorre as opções de implantação e gera instruções personalizadas para mover sua organização para o Exchange Server 2010 ou o Office 365. Dá uma boa idéia geral das etapas e requisitos para implantação com base no seu ambiente atual.
  6. Microsoft Exchange PST Capture – Como muitas organizações estão movendo-se para o Exchange 2010, o arquivamento de políticas de dados ganha maior importância. Esta ferramenta permitirá que os administradores descubram e importem arquivos PST diretamente em (do e para) seu ambiente Exchange.
  7. Calendar Checking Tool for Outlook (CalCheck) – Uma boa ferramenta para checar problemas de calendário dentro de uma mailbox especificada. Ele executa várias verificações sobre as configurações gerais, como permissões de bublicação livre / ocupado, configuração de delegação e reserva automática. Esta ferramenta pode ser usada para diagnosticar problemas ou identificar tendências.
  8. Microsoft Outlook Configuration Analyzer Tool (OCAT) – Tal como acontece com a ferramenta CalCheck, esta ferramenta fornece um método rápido e fácil de analisar os perfis do Outlook para configurações comuns que causam problemas fornecendo um relatório detalhado sobre o perfil atual do Outlook e caixas de correio. Este relatório inclui vários parâmetros sobre o perfil, com destaque para problemas conhecidos. Recentemente publiquei um post centralizado no OCAT, vocês podem acessar este material aqui.
  9. Microsoft Active Directory Topology Mapper – Lê a configuração do Active Directory usando LDAP, e gera automaticamente um diagrama do Visio de seu Active Directory e / ou topologia do Exchange. Os diagramas podem incluir domínios, sites, servidores, unidades organizacionais, DFS-R, grupos administrativos, grupos de roteamento e conectores e podem ser alterados manualmente no Microsoft Visio, se necessário. Muito útil para obter uma vantagem inicial na criação de um diagrama detalhado de seu ambiente.
  10. Microsoft Exchange 2010 Visio Stencils – Pacote que contém stencils para o Microsoft Visio com formas para Microsoft Exchange Server 2010 que podem te ajudar bastante a construir diagramas de topologias de mensageria.

Espero que eu tenha lhes fornecido informações novas e que irão ajudá-los no dia-a-dia com o uso das ferramentas para a solução. Recomendo que seja estudado um pouco de cada uma das opções das ferramentas de planejamento e ver como as mudanças afetam os resultados. Se usadas corretamente, essas ferramentas podem fornecer um excelente ponto de partida para o planejamento de seu ambiente, solução de problemas e com o mapeador para fornecer um layout global.

Grande abraço!

Office365 Client Updater

 

Olá pessoal,

A MessageOps possui uma ferramenta muito útil para nos auxiliar no processo de atualização das estações de trabalho para transição de BPOS para Office365. O Office 365 Client Updater é um aplicativo simples que fornece aos administradores um método automatizado para implantar as atualizações recomendadas para o Office 365.

Hoje, sem o Office 365 Client Updater, temos duas opções, executar o Office365 Desktop Setup, ou baixar as atualizações manualmente e fazer a distribuição via GPO, SMS, SCCM, WSUS, etc.

Atualizações manuais: http://community.office365.com/en-us/w/administration/manually-install-office-365-desktop-updates.aspx

O Office365 Client Updater está disponível no Office365Download: O365Update.exe

Lembrando que as atualizações são necessarias para que após a transição o Microsoft Outlook se reconecte automaticamente com o Office365.

 

Diogo Heringer

clip_image001

Projeto Office365: Exchange Server Deployment Assistant Update for Exchange 2010 SP2 and Office 365 Hybrid Deployments

image

O Exchange Server Deployment Assistant já está disponível agora para a versão atual do Exchange Server 2010, o Service Pack 2. Ele mostra passo a passo como fazer a migração do seu Exchange On-Premise para o Exchange Online baseado no Exchange Server 2010 SP2, e não no SP1 como anteriormente.

Para quem ainda possui o SP1, existe a opção também onde ele irá ensinar fazer a migração através do SP1 do Exchange Server 2010. Recomendo 100% a instalação do Exchange Server 2010 SP2 antes de fazer a migração, já que ele possui ferramentas próprias para efetuar a migração para o Exchange Online facilitando bastante este processo.

Segue a nota oficial do Techcenter Exchange 2010:

We’re happy to announce that the Exchange Server Deployment Assistant (ExDeploy) has been enhanced to include support for configuring hybrid deployments using Exchange 2010 SP2 and the Hybrid Configuration Wizard.

The first in several upcoming scenario additions for configuring hybrid deployments when using the Hybrid Configuration Wizard, this new scenario is for Exchange 2003 organizations interested in maintaining some users on-premises and some users hosted in the cloud by Microsoft Office 365 for enterprises. Although limited, interim hybrid deployment configuration support for Exchange 2007 and 2010 on-premises deployments is also included with this update, complete hybrid deployment checklists for the Exchange 2007 and 2010 on-premises scenarios are in progress and will be released soon. Watch this space for announcements about upcoming Exchange 2007 and 2010 hybrid deployment scenario updates.

The new hybrid information for Exchange 2003 environments is only available in English at this time and requires that you add Exchange 2010 SP2 servers to your current Exchange 2003 organization. If you have previously configured a hybrid deployment using the Deployment Assistant and Exchange 2010 SP1 and still need guidance; don’t worry, we haven’t forgotten about you! Previous Deployment Assistant checklists for configuring hybrid deployments with Exchange 2010 SP1 are now located here for your convenience.

Hybrid deployments offer organizations the ability to extend the feature-rich experience and administrative control they have with their existing on-premises Microsoft Exchange organization to the cloud. It provides the seamless look and feel of a single Exchange organization between an on-premises organization and an Exchange Online organization. In addition, hybrid deployments can serve as an intermediate step to moving completely to a cloud-based Exchange Online organization. This approach is different than the simple Exchange migration (“cutover migration”) and staged Exchange migration options currently offered by Office 365 outlined here.

Até a próxima,

Diogo Heringer

clip_image001

EXPDA: Exchange Pre-Deployment Analyzer

AnalyzerHeadeIcon

Continuando com o processo de Migração para Office365, no segundo dia rodei a ferramenta EXPDA, para fazer a análise do ambiente e verificar se está compatível com o Exchange Server 2010. É necessário a instalação do Exchange Server 2010 SP1 para que possa ser feita a migração para o Office365 no modo de Coexistência Rica (Híbrido).

Neste modo de migração temos as seguintes vantagens:

image

Vamos ao passo a passo do Exchange Pre-Deployment Analyzer (EXPDA):

1 – Ao executar o EXPPDA abrirá a janela abaixo, onde devemos clicar em “Next”:

1

2 – Aceitar o Contrato de Licença e clicar em “Next”:

2

3 – No local da instalação, clicar em “Next”:

3

4 – No local do diretório de dados, clicar em “Next”:

4

5 – Agora vamos completar a instalação do EXPDA:

5

6 – Com a console do EXPDA aberta vamos clicar em “Go To Welcome Screen”:

image

7 – Clicar em “Select Options for a new scan”:

EXPDA - 4

8 – Escolher o servidor de Active Directory o qual a ferramenta irá se conectar e em seguida clicar em “Connect to Active Directory Server”:

EXPDA - 5

9 – Na tela abaixo vamos escolher o Escopo dá Análise e clicar em “Start Scanning”:

EXPDA - 6

EXPDA - 7

10 –  Com o Scan completado, vamos clicar em “View a Report of this Best Practices Scan”:

EXPDA - 8

11 – Agora temos o report com os erros a serem corrigidos:

Resultado - 1

Resultado - 2

Após corrigir os erros, podemos instalar o Exchange Server 2010 conforme mostrado no tutorial descrito na seção “Tutoriais” do Blog.

Próximos passos:

1 – Instalação do SP2 do Exchange Server

2 – Configuração de Outlook Anywhere

3 – Configuração de Autodiscover

Até a próxima,

Diogo Heringer

clip_image001

Microsoft Outlook Configuration Analyzer Tool

 

Compartilhando um post muito bom do meu amigo Mauricio Cassemiro, esta ferramenta pode ser utilizada por técnicos de suporte para analisar a configurações do Microsoft Outlook nas máquinas clientes.

700

Considero o Microsoft Outlook uma das mais importantes e essenciais ferramentas do Microsoft Office. Utilizado em milhões de escritórios, casas e instituições de ensino;o Microsoft Outlook em parceria com o Microsoft Exchange proporciona aos usuários uma plataforma de mensageria completa, integrada e líder no segmento. Por vezes o Outlook apresenta problemas na sua configuração ou nos perfis de usuário As causas podem ser várias e nem sempre são simples de determinar.

Para dar uma ajuda a todos os que têm de lidar com estes problemas diariamente, os engenheiros da Microsoft desenvolveram uma ferramenta que vai com certeza permitir abreviar o processo de despiste e identificar problemas comuns. A ferramenta chama-se Microsoft Outlook Configuration Analyzer Tool.

44212-01

A ferramenta pode ser muito útil para profissionais de Help Desk atendendo usuários do Outlook ou quando querem identificar possíveis problemas no cliente de e-mail da Microsoft.

O Microsoft Outlook Configuration Analyzer Tool permite realizarem uma análise às configurações de perfil do Outlook e detecta os erros que de forma mais recorrente existem.

Para além de fazer essa análise, o Microsoft Outlook Configuration Analyzer Tool disponibiliza um relatório com todos os problemas que foram detectados. Esses relatórios podem ser visualizados no momento, guardados para posterior análise ou exportados para serem visualizados noutras instalações deste software.

Para cada problema detectado, o Microsoft Outlook Configuration Analyzer Tool disponibiliza um link para a Microsoft Knowledge Base, onde pode ser vista a solução para esse problema.

Para cada problema listrado no relatório, a ferramenta também fornecerá um link para o artigo correspondente na Base de Conhecimento da Microsoft com uma possível solução.

A sua utilização é extremamente simples e intuitiva. Na interface geral do Microsoft Outlook Configuration Analyzer Tool devem decidir qual a acção que pretendem tomar. As opções disponíveis permitem realizar um scan para detectar problemas, abrir um relatório anterior ou verificar a ligação a um Exchange remoto.

A opção de efectuar uma análise irá olhar para o vosso sistema e determinará problemas que sejam detectados no vosso Outlook. Este processo pode demorar algum tempo, mas no final é apresentada uma lista completa dos problemas detectados.

Depois de executada, a ferramenta gerará um relatório detalhado sobre seu perfil do Outlook. O relatório inclui diversos parâmetros sobre seu perfil e também inclui detalhes sobre os problemas encontrados.

A visualização desses relatórios pode ser feita em diversos modos, permitindo que o utilizador os veja da forma que entender ser mais simples.

Se pretenderem podem também enviar feedback e sugestões para a Microsoft sobre esta ferramenta.

A utilização do Microsoft Outlook Configuration Analyzer Tool está limitada ao Windows 7 e suporta as versões 2007 e 2010 do Outlook. É ainda exigido que esteja instalado o .NET Framework Version 2.0. Recomendo que fechem o Microsoft Outlook antes de instalarem e usarem esta ferramenta.

Requisitos de Sistema

  • Sistemas Operacionais Suportados: Windows 7
  • Microsoft .NET Framework Version 2.0

Este download se aplica aos seguintes programas do Microsoft Office:

  • Microsoft Office Outlook 2007
  • Microsoft Office Outlook 2010 (32 bits e 64 bits)

    Link para download:

http://www.microsoft.com/download/en/details.aspx?id=28806

Em um próximo post, vou mostrar as configurações do OCAT e uma DEMO da sua instação.

Procurando mais conteúdo sobre:

  • Exchange 2010 (Server e Online)?
  • Outlook 2010?
  • Office 2010?
  • Office Web Apps?
  • Comunicações Unificadas/Mensageria Microsoft?
  • Plataforma de Produtividade e Colaboração Microsoft?
  • SharePoint 2010 (Server e Online)?
  • Lync (Server e Online)?

Acesse: http://mcssc.wordpress.com e fique a vontade para comentar =D

 

Diogo Heringer

clip_image001

Step-By-Step: PST Capture

 

windows_lupa_ok[3]

 

Olá pessoal,

 

Após a Microsoft ter lançado a ferramenta “PST Capture” resolvi colocá-la em produção e verificar se realmente é funcional. Os resultados obtidos com a ferramenta foram bem satisfatórios.

A ferramenta é simples de ser utilizada, completamente intuitiva e de extrema ajuda em caso de migrações onde os usuários possuam arquivos PST em suas máquinas locais. Lembrando que esta ferramenta só é homologada para o Exchange 2010: On-Premise e Cloud e BPOS.

Vamos ao passo a passo:

 

     Pré Requisitos:

  • DOT .NET Framework 3.5 SP1
  • Microsoft Outlook 2010 x64
  • Máquinas clientes no domínio

 

É necessário a instalação destes dois pré-requisitos antes de executar a instalação do PST Capture.

 

Instalação da Console

1 – Executar o arquivo “PST Capture.msi” para abrir a tela abaixo. Clicar em “Next”:

 

Tela 1

 

2 – Aceitar o Contrato de Licença e clicar em “Next”:

 

Tela 2

 

3 – Escolher o local da instalação e clicar em “Next”:

 

Tela 3

 

4 – Escolher um Usuário e Senha para a conta de serviço. Clicar em “Next”:

 

Tela 4

 

5 – Na tela de verificação das configurações, clicar em “Next”:

 

Tela 5

 

6 – A instalação foi finalizada com sucesso.

 

Tela 6 - Finish

 

 

Instalação dos Agentes PST Capture

 

Os agentes são arquivos .MSI, que podem ser distribuídos através de GPOS ou ferramentas como o SCCM (System Center Configuration Manager). Não existe parâmetros que façam alteração no tipo de instalação, por exemplo, “/quiet”, “/unattend:arquivoderesposta.txt”.

Também temos a opção de instalar manualmente, que foi a opção que utilizei. A instalação é bem fácil de fazer, basicamente “Next –> Next –> Finish”, a única informação que devemos inserir é o Nome do Servidor onde está instalado a Console do PST Capture. A porta é recomendado utilizar a padrão.

 

Lembrete: Instalar o Agent depois que a Console estiver instalada.

 

Configuração

 

1 – Abrir a Console do PST Capture.

 

PST Capture - Install

 

4 – Neste exemplo vamos configurar a importação dos PSTS para o Exchange Online, para isso vamos acessar “Tools” e em seguida “Settings”:

 

Configurar Online Services

 

5 – Ao clicar em “Settings” abrirá uma janela para configuração da conta do Office365 ou BPOS, neste exemplo iremos configurar Office365. Antes da configuração vamos verificar algumas informações importantes:

O usuário utilizado para fazer a conexão deverá fazer parte do grupo Tenant Admins.

 

Outra informação relevante é como saber o “Nome do Servidor” o qual iremos configurar, isto é muito simples:

 

  • Acessar a sua conta através do OWA do Office365 e clicar em “Opções” e “Consultar todas as opções”.

 

image

 

  • Na janela que se abrirá clicar em “Configurações para acesso POP, IMAP e SMTP…”.

 

image

 

  • Agora já podemos encontrar o Nome do Servidor.

 

Nome do Servidor - Configuração Online Connections

 

6 – Com a janela de configuração de conexão do PST Capture com o Microsoft Online aberta e levando em consideração as informações citadas no item 5, vamos configurar nosso “Connector” e clicar em “Check para verificar a conexão. Clicar em “Ok”.

 

Configuração Microsoft Online - PST Capture

 

Com a conexão verificada esperar cerca de 20-30 minutos para que o PST Capture atualize as suas informações de acordo com o Tenant Office365.

 

7 – Com o agente instalado nas máquinas vamos realizar nosso “SCAN” na rede clicando no botão “New PST Search”.

 

Scan na Rede

 

8 – A seguinte janela se abrirá:

 

Maquina com Agente

 

Nesta janela podemos ver todas as máquinas que possuem Agentes instalados. Caso não exista nenhuma máquina com Agente instalado a seguinte mensagem aparecerá:

 

image

 

Vamos marcar apenas a máquina que desejamos fazer o SCAN e clicar em “Next”.

 

9 – Vamos escolher os locais da máquina onde o SCAN irá ser feito. Clicar em “Next”.

 

PST Search

 

10 – Selecionar o agendamento do SCAN. Clicar em “Next”.

 

Schedule

 

11 – Escolher um nome para o “PST Search” e clicar em “Finish”.

 

Nome Search

 

12 – Agora vamos clicar em no botão “Search All Now”:

 

image

 

 

13 – Com o resultado na tela, vou selecionar todos os PSTS:

 

Resultados

 

14 – Com os PSTS selecionados clicar em “New Import List” e selecionar “Cloud Import List”:

 

image

 

image

 

13 – Na aba “New Import List” vamos clicar em “Set Mailbox” para selecionarmos a Mailbox a qual o PST será importado. Clicar em “Ok”:

 

Cloud Import List

 

image

 

14 – Com o Mailbox selecionado clicar no botão “Import All Now”:

 

Mailbox Escolhida

 

Import All Now

 

15 – O processo de importação irá iniciar. Devemos aguardar até que seja importado.

 

16 – O PST foi importado com sucesso.

 

image

 

Pronto! Agora já importamos o PST para dentro da Mailbox que está localizada no Exchange Online. Basta abrir a Mailbox e o PST irá se encontrar lá.

Este procedimento é o procedimento simples de importação no PST Capture para o ambiente Cloud. Irei postar em breve algumas configurações mais específicas da ferramenta.

 

Até a próxima,

Diogo Heringer

clip_image001