Arquivo da categoria: Outlook

Autocompletar em migrações de correio para o Exchange Online–Office 365: Uma questão resolvida

 

Excelent post do amigo Maurício Cassemiro sobre NK2! Muito completo e bem explicado!

 

Replicando o post:

 

BNNAC

O Autocomplete está em uma relação de amor e ódio, especialmente em cenários de de migração.

Usuários que utilizam com frequência o recurso de recurso AutoCompletar, em sua grande maioria, fazem questão de manter este recurso depois de migrarmos a sua caixa de correio para Exchange Online e tenho notado que é importantíssimo mantermos esta experiência para o cliente em minhas migrações.

Acredite… dizer ao usuário que o cache do recurso que completa automaticamente os endereços de e-mail já utilizados anteriormente terá que ser reconstruído do zero pode te trazer problemas e uma má experiência inicial no pós-migração de caixas para os usuários.

O arquivo .NK2 (responsável por armazenar este cache da lista MRU de endereço do Autocomplete da versão 2007 para trás do Microsoft Outlook) deve ser migrado também mas não é migrado junto com a caixa de correio.

Antes da Edição

No Microsoft Outlook 2010, não existe mais o arquivo .NK2. Em seu lugar, o Outlook 2010 armazena arquivos .DAT em C:\Users\username\AppData\Local\Microsoft\Outlook\RoamCache

Apos Control   K e Send - Local Roaming

Muitas vezes o Outlook pode não exibir a lista suspensa do Autocomplete porque você tem mais de um arquivo de fluxo do Autocomplete na pasta defaut e o Outlook provavelmente está usando o menor dos dois arquivos, um arquivo mais recente, não o arquivo antigo que tem mais ‘contatos’ na lista.

Outra questão principal que forma este cenário é a migração de servidor de correio que força a criação de um novo perfil do Outlook para a configuração da nova caixa e isto não lega o Autocomplete.

Vejam abaixo que, ao criar um novo perfil, o Outlook gera um novo arquivo Autocomplete zerado com aproximadamente 3 KB:

Novo Perfil do Outlook

Os 2 NK2

Notem que o .NK2 da caixa de correio anterior (perfil antigo antes da migração) tinha 3KB e o novo novo .NK2 gerado com o novo perfil (depois da migração para Exchange Online) vem zerado:

Zoom

Por este motivo, nos clientes Outlook, os endereços anteriormente utilizados com Autocomplete na lista MRU suspensa, não são exibidos em novos perfis, veja:

Conta IMAP/POP configurado com Exchange Online e Outlook 2003

No novo perfil Autocomplete não funciona

Conta Exchange configurada com Exchange Online e Outlook 2007

Primeira digitação

Conta Exchange configurada com Exchange Online e Outlook 2010

Sem Autocomplete - antes

Conta Exchange configurada com Exchange Online e Outlook 2013

Sem Título-1

Uma forma resolver este problema, neste caso, é navegar até o caminho C:\Users\username\AppData\Local\Microsoft\Outlook\RoamCache, copiar o nome do arquivo de fluxo menor/mais recente do Autocomplete, acrescentar ”.old” e então renomear o arquivo de fluxo maior/mais velho com o nome do primeiro. Reabra o Outlook e veja seu cliente dar um largo sorriso ao fazê-lo testar.

Exportar o Autocompletar para o OWA – Outlook Web App requer que a lista seja exportada para um .CSV, copiar a coluna de e-mail e colá-la em um novo e-mail, validando os endereços em seguida com CTRL + K e voialá!

O mesmo pode ser aplicado para o Outlook. Para endereços do catálogo global de endereços, por exemplo, seleciona-se todo o catálogo (ou apenas os endereços que devem aparecer no Autocomplete) e inserimos no campo Para, Cc ou Cco e validamos com CTRL + K. Este método funciona em todas as versões do Outlook que usam o recurso AutoCompletar.

Observe que há um limite para o número de nomes que você pode ter na lista de preenchimento automático. No Outlook 2003, é a 1000. No Outlook 2007 e 2010 é 2000.

Uma dica interessante é utilizar o NK2Edit para editar os arquivos .NK2 e .DAT do usuário, tratar a lista, incluir endereços, podendo também exportar .NK2 para .DAT quando trata-se de migração de Autocompletar em que o usuário vai sofrer update da versão 2007 ou anterior do Microsoft Outlook para a versão 2010 ou 2013.

Acompanhe um arquivo .NK2 (aplica-se à arquivos .DAT como eu disse) sendo tratados:

1.   Abre-se o arquivo .NK2/.DAT na pasta padrão e adiciona-se os endereços:

adicionando do catalogo

Catalogo no NK2 Edit

mudando catalogo

Selecionando todo o catélogo

2.  Salva-se o novo arquivo sobrescrevendo-o:

SCNK2File

Sobrescrevendo

3.  Veja que o arquivo .NK2, neste caso, está com 61 KB:

Depois da edição do NK2

Desta forma, todos os Outlook’s já conseguem pegar a lista antiga de Autocomplete da forma como  usuário estava acostumado.

Conta IMAP/POP configurado com Exchange Online e Outlook 2003

Autocomplete 03

Conta Exchange configurado com Exchange Online e Outlook 2007

Depois do primeiro email enviado

Conta Exchange configurado com Exchange Online e Outlook 2010

85453543

Conta Exchange configurado com Exchange Online e Outlook 2013

Outlook 2013

Anúncios

Enviando e-mails como notas para seu Microsoft OneNote

 

Olá pessoal,

Replicando um post muito interessante do amigo Mauricio Cassemiro em que aprendemos a combinar as funcionalidades do seu Outlook/OWA com a capacidade de organização do Onenote.

Vamos entender um pouco mais desta integração:

 

BNNMEEMAILONENOTE

Agora, você pode usar qualquer conta de e-mail para enviar o conteúdo de uma mensagem para o OneNote.

Enviar um e-mail para o OneNote é uma ótima maneira de transmitir  e armazenar para posteriores consultas os seus recibos, roteiros de viagem ou documentos que você deseja acompanhar a partir de sua caixa postal. Se você está com pressa e quiser enviar-se um e-mail de forma rápida (e acreditem… já perdi o número de vezes que eu enviem e-mail para mim mesmo – muitas vezes de uma conta para ela mesma – para me lembrar de um assunto ou tarefa a ser feita ou registrar um insight que tive através da leitura de um e-mail), você pode fazê-lo rapidamente, compartilhando via e-mail.

Para se configurar, basta visitar a página de configurações de e-mail no seu OneNote.com e selecionar os endereços a partir do qual você gostaria que o OneNote aceitasse conteúdo enviado por email:

me-email

Save

Você também pode adicionar os endereços de e-mail que ainda não estão associados à sua conta da Microsoft usando o link na parte inferior da página de configurações. Se você não se lembra de nada disso, basta enviar um e-mail para me@onenote.com e a Microsoft enviar um e-mail de volta com as instruções:

more-email

Como usar?

1.   Em seu e-mail, encaminhar a mensagem para o endereço me@onenote.com:

Encaminhar

meonenote

2.   Você receberá um e-mail de confirmação de que o conteúdo foi enviado para o seu bloco de anotações na seção Anotações Rápidas:

ONENOTETEAMEMAIL

E aqui está!

image

A cada dia eu me surpreendo mais com o Microsoft OneNote. A Microsoft não páram de adicionar funcionalidades à esta ferramenta que já era fantástica em seu conceito inovador, desde sua primeira versão no Microsoft Office 2003, e todas elas são muito boas!

E você, o que achou desta nova funcionalidade?

Exchange Online Wave 15: Configurando o Outlook manualmente

 

mail settings icon

 

Uma das evoluções mais interessantes incorporadas no Exchange 2013, é a decisão de usar RPC sobre HTTPS como o único método para conectar os clientes do Outlook. Em outras palavras, as conexões diretas MAPI sobre TCP não são mais suportados, mesmo para conexões de intranet.

Os clientes que utilizam o  recurso de RPC sobre HTTPS (Outlook Anywhere), que são obrigatórios no Exchange 2013/Exchange Online Wave 15, não se conectam mais a uma URL ou FQDN específico.

A conexão dos clientes Outlook no Exchange 2013 é feita através do GUID+UPN, sendo assim o GUID que é um ID único por Mailbox se conecta diretamente ao Mailbox Server sem se preocupar em qual CAS Server irá prover os protocolos de acesso para Mailbox. Além disto não recebemos mais prompts de Autodiscover caso ocorra uma troca de servidores do Exchange Server.

Com esta evolução irei mostrar para vocês como executar a configuração manual do Outlook para o Exchange Online Wave 15 quando não temos o Autodiscover habilitado. Vamos lá:

 

1 – Conectar no tenant do Office 365:

$livecred = Get-Credential

Connect-MsolService -Credential $livecred

$Session = New-PSSession -ConfigurationName Microsoft.Exchange –ConnectionUri https://ps.outlook.com/powershell/ -Credential $LiveCred -Authentication Basic -AllowRedirection

Import-PSSession $Session

 

2 – Executar o seguinte comando:

 

Get-Mailbox | fl DisplayName,ExchangeGuid > c:\MailboxGuids.txt

 

3 – Com o Exchange GUID em mãos, damos inicio a configuração do Outlook, selecionando a configuração manual:

 

image

 

4 – Escolher “Microsoft Exchange”:

 

image

 

5 – Preencher as configurações do servidor de acordo com a figura abaixo e clicar em “Mais Configurações”:

 

image

 

6 – Em “Mais Configurações”, clicar na aba “Security” e marcar a opção “Anonymous Authentication”:

 

image

 

Caso seu Outlook não tenha a opção “Anonymous Authentication” você deverá atualizar o seu pacote Office através do Windows Update.

 

7 – Na guia “Connection”, marcar a opção “Connect to Microsoft Exchange using HTTP” e em seguida clicar em “Exchange Proxy Settings”:

 

image

 

8 – Definir as configurações de proxy da seguinte forma:

 

image

 

9 – Pronto! Agora basta voltar a tela do Item 5 e clicar em “Next”. Uma prompt de usuário e senha irá abrir, e ao fornecer as credenciais seu Outlook estará configurado com sucesso.

 

Até a próxima,

Diogo Heringer

clip_image001

Exchange Online: Desabilitando conexões de Outlook (MAPI)

 

 

Olá pessoal,

A pedido da Sara Barbosa e acredito que também possa ser útil para muitos administradores, vou mostrar neste post como desabilitar as conexões do Microsoft Outlook no Exchange Online.

Esta tarefa surge da necessidade de forçar todos os usuários da organização a utilizarem o OWA e não o cliente Outlook.

Existem duas formas de executar esta tarefa: EMC (Exchange Management Console) e EMS (Exchange Management Shell)

 

Vamos lá:

1 – Conectar no tenant do Office 365 através do PowerShell:

$livecred = Get-Credential

Connect-MsolService -Credential $livecred

$Session = New-PSSession -ConfigurationName Microsoft.Exchange -ConnectionUrihttps://ps.outlook.com/powershell/-Credential $LiveCred -Authentication Basic -AllowRedirection

Import-PSSession $Session

 

2 – Executar o seguinte comando:

Set-CasMailbox –Identity Diogo –MapiEnabled $False

 

3 – Podemos também fazer através do EMC (Exchange Management Console) se o tenant do Office 365 estiver adicionado. Basta seguir os passos:

 

          • In the console tree, navigate to Recipient Configuration > Mailbox.
          • In the result pane, select the user mailbox for which you want to enable or disable MAPI.
          • In the action pane, under the user mailbox name, click Properties.
          • In < User Mailbox > Properties, on the Mailbox Features tab, click MAPI, and then click either Enable or Disable.
          • Click OK.

 

4 – Pronto! Agora os usuários não irão conseguir utilizar o seu Outlook para conectar no Exchange Online!

 

Até a próxima,

image

Outlook 2013 Update released for Data Deletion Bug

Olá pessoal,

Achei um post bem interessante referente a um bug do Outlook 2013 no site www.exchangeserverpro.com e resolvi compartilhar com vocês:

 

 

As an unfortunate reminder of the risks of running pre-release software on production systems, customers who were trying out the Outlook 2013 Preview encountered an alarming bug.

A TechNet forums thread on the matter opens with this sad tale:

When I use the Cleanup Tools to “empty the deleted items folder permanently”, everything is deleted from the mailbox. All mail items, contacts, tasks and calendar items.

Nothing is retrievable via the “Recover Deleted Items” option.

Fortunately the Microsoft team were quick to investigate and have released an update to fix the problem.

If you installed Outlook 2013 via MSI, please go install the patch right now.
Workaround steps if you’ve hit this issue:

1. Immediately put your Outlook 2013 client in Cached Mode. This will keep you from hitting the bug in the future (instructions are below).

2. Attempt to recover your data from the Exchange Dumpster, using Recover Deleted Items

3. If you can’t recover your deleted items (as many have indicated here), please reach out to your Exchange admin to investigate the dumpster on the server. We’re working with the Exchange team here in Redmond to see if we can offer any other options to try and recover any lost information.

Download the updates:

Exchange Online Preview: Gerenciando Public Folders

 

image

 

 

Olá pessoal,

Depois de diversas discussões e especulações a respeito de Public Folders no Exchange Server em geral, a Microsoft decidiu agregar as Public Folders no Exchange Online Preview. O interessante deste recurso no Exchange Online é que com o Hybrid Configuration o usuário poderá ter o seu Mailbox no Exchange Online acessando as Public Folders do ambiente On-Premise.

Existe também a possibilidade de criação de Public Folders diretamente no Exchange Online. O conceito de Public Folders no Exchange Online é um pouco diferente do que estamos acostumados.

No Exchange Online é necessário criar uma Public Folder Mailbox, ao invés de uma Public Folder Database e posteriormente criar as Public Folders desejadas. Vamos ao processo de criação:

 

1 – No portal do Office 365 navegar até “Admin” e em seguida “Exchange”:

 

PF 1

 

 

2 – Na console de gerenciamento do Exchange, clicar em “Public Folders” e clicar na aba “Public Folders Mailbox”:

 

PF Mailboxes

 

3 – Clicar no ícone “+”, escolher uma nome para a “Public Folder Mailbox” e clicar no botão “Save”:

 

PF 2

                                           Public Folder Mailbox criado com sucesso!

 

4 – Abrir a aba “Public Folders” e clicar no botão “+”.  Escolher um nome para a “Public Folder” e clicar em “Save”.

 

PF 4

Notem que assim como nas versões On-Premise do Exchange Server, temos a Public Folder raiz que é a “\”:

 

5 – Para habilitar o envio de e-mails para a Public Folder “Office365” basta selecioná-la e no painel a direita clicar em “Enable”:

 

PF 5

 

Ao aparecer a mensagem de confirmação clicar em “Yes”:

 

PF 6

 

6 – Verificar se a Public Folder “Office365” se tornou “Mail Enabled”:

 

PF 7

 

7 – Ao clicar duas vezes na Public Folder “Office 365” podemos editar suas propriedades:

 

PF

 

•General:Nome da Public Folder
•Statistics: Contadores
•Limits: Definir Quotas
•General mail properties: Alias, Display Name, Atributos Customizados
•Emails Addresses: Endereços SMTP adicionais para a Public Folder
•Member Of: Adicionar a Public Folder a grupos de distribuição
•Delivery Options: Configurar “Send As”, “Send on behalf”, and “Forwarding”
•Mail Flow Settings: Restrições de entrega e envio de mensagens

 

8 – Para criar uma Sub-Pasta dentro da Public Folder “Office365”, vamos digitar “Office365” no campo de “Search” e em seguida executar a busca:

 

PF 8

 

9 – Ao concluir a busca teremos a seguinte tela:

 

PF 9

 

10 – Clicar no botão “+” e escolher uma nome para a Sub-Pasta. Clicar em “Save”.

 

Notem que o caminho onde a pasta será criada é “\Office365”:

PF 10

 

11 – Pronto! Sua estrutura de Public Folders está criada e pronta para uso, vamos abrir o Outlook 2013 para poder visualizar as Public Folders criadas.

 

clip_image001

 

 

12 – Agora o usuário já pode acessar as Public Folders criadas no Exchange Online Preview:

 

clip_image001[5]

 

Até a próxima,

Diogo Heringer

clip_image001

Recuperando AutoCompletar do Outlook 2010 Pós Migração

Olá pessoal,

Compartilhando uma informação muito interessante a respeito do AutoCompletar do Outlook, segue o post do parceiro David Ferreira:

No Outlook 2007 existia o velho NK2 que guardava todo Autocompletar do Outlook,na versão do Outlook 2010 não existe mais esse arquivo, porém existe outro arquivo responsável pelo armazenamento do autocompletar .dat que localiza-se:

C:\Users\david\AppData\Local\Microsoft\Outlook\RoamCache

Agora esse arquivo e amarrado a conta do Exchange ou seja se por algum motivo você excluir a conta do Exchange e adicionar outra(ex. uma migração de servidor de e-mail),será criado outro arquivo e você não poderá visualizar seu autocompletar.

Para recuperar seu autocompletar siga o procedimento abaixo.

Acesse a pasta “C:\Users\david\AppData\Local\Microsoft\Outlook\RoamCache” lá terá 2 arquivos chamado Autocompletar,provavelmente um maior que é seu antigo arquivo e outro de tamanho menor que foi criado junto com a nova conta.

image

Com o Outlook fechado copie o nome do novo arquivo e coloque no antigo (Obs. excluía o novo)

Agora abra o Outlook e observe que você já consegue visualizar todos os Contatos, porém caso tenha realizado uma migração de Exchange (sem re-sync) ,você não conseguira enviar e-mails internamente,isso irá ocorrer porque o arquivo de Autocompletar no Outlook 2010 também grava o SMTP de cada contato e todos os contatos interno estarão com o SMTP antigo.

Para resolver esse problema devemos editar o arquivo usando o NK2Edit.

Após ter instalado o NK2edit, Abra o arquivo antigo para ser editado e apague todos os e-mails que tiverem com seu domínio interno.

nk2

Salve e pronto.

Espero que ajude.

Diogo Heringer

clip_image001

Office365 Client Updater

 

Olá pessoal,

A MessageOps possui uma ferramenta muito útil para nos auxiliar no processo de atualização das estações de trabalho para transição de BPOS para Office365. O Office 365 Client Updater é um aplicativo simples que fornece aos administradores um método automatizado para implantar as atualizações recomendadas para o Office 365.

Hoje, sem o Office 365 Client Updater, temos duas opções, executar o Office365 Desktop Setup, ou baixar as atualizações manualmente e fazer a distribuição via GPO, SMS, SCCM, WSUS, etc.

Atualizações manuais: http://community.office365.com/en-us/w/administration/manually-install-office-365-desktop-updates.aspx

O Office365 Client Updater está disponível no Office365Download: O365Update.exe

Lembrando que as atualizações são necessarias para que após a transição o Microsoft Outlook se reconecte automaticamente com o Office365.

 

Diogo Heringer

clip_image001

Microsoft Outlook Configuration Analyzer Tool

 

Compartilhando um post muito bom do meu amigo Mauricio Cassemiro, esta ferramenta pode ser utilizada por técnicos de suporte para analisar a configurações do Microsoft Outlook nas máquinas clientes.

700

Considero o Microsoft Outlook uma das mais importantes e essenciais ferramentas do Microsoft Office. Utilizado em milhões de escritórios, casas e instituições de ensino;o Microsoft Outlook em parceria com o Microsoft Exchange proporciona aos usuários uma plataforma de mensageria completa, integrada e líder no segmento. Por vezes o Outlook apresenta problemas na sua configuração ou nos perfis de usuário As causas podem ser várias e nem sempre são simples de determinar.

Para dar uma ajuda a todos os que têm de lidar com estes problemas diariamente, os engenheiros da Microsoft desenvolveram uma ferramenta que vai com certeza permitir abreviar o processo de despiste e identificar problemas comuns. A ferramenta chama-se Microsoft Outlook Configuration Analyzer Tool.

44212-01

A ferramenta pode ser muito útil para profissionais de Help Desk atendendo usuários do Outlook ou quando querem identificar possíveis problemas no cliente de e-mail da Microsoft.

O Microsoft Outlook Configuration Analyzer Tool permite realizarem uma análise às configurações de perfil do Outlook e detecta os erros que de forma mais recorrente existem.

Para além de fazer essa análise, o Microsoft Outlook Configuration Analyzer Tool disponibiliza um relatório com todos os problemas que foram detectados. Esses relatórios podem ser visualizados no momento, guardados para posterior análise ou exportados para serem visualizados noutras instalações deste software.

Para cada problema detectado, o Microsoft Outlook Configuration Analyzer Tool disponibiliza um link para a Microsoft Knowledge Base, onde pode ser vista a solução para esse problema.

Para cada problema listrado no relatório, a ferramenta também fornecerá um link para o artigo correspondente na Base de Conhecimento da Microsoft com uma possível solução.

A sua utilização é extremamente simples e intuitiva. Na interface geral do Microsoft Outlook Configuration Analyzer Tool devem decidir qual a acção que pretendem tomar. As opções disponíveis permitem realizar um scan para detectar problemas, abrir um relatório anterior ou verificar a ligação a um Exchange remoto.

A opção de efectuar uma análise irá olhar para o vosso sistema e determinará problemas que sejam detectados no vosso Outlook. Este processo pode demorar algum tempo, mas no final é apresentada uma lista completa dos problemas detectados.

Depois de executada, a ferramenta gerará um relatório detalhado sobre seu perfil do Outlook. O relatório inclui diversos parâmetros sobre seu perfil e também inclui detalhes sobre os problemas encontrados.

A visualização desses relatórios pode ser feita em diversos modos, permitindo que o utilizador os veja da forma que entender ser mais simples.

Se pretenderem podem também enviar feedback e sugestões para a Microsoft sobre esta ferramenta.

A utilização do Microsoft Outlook Configuration Analyzer Tool está limitada ao Windows 7 e suporta as versões 2007 e 2010 do Outlook. É ainda exigido que esteja instalado o .NET Framework Version 2.0. Recomendo que fechem o Microsoft Outlook antes de instalarem e usarem esta ferramenta.

Requisitos de Sistema

  • Sistemas Operacionais Suportados: Windows 7
  • Microsoft .NET Framework Version 2.0

Este download se aplica aos seguintes programas do Microsoft Office:

  • Microsoft Office Outlook 2007
  • Microsoft Office Outlook 2010 (32 bits e 64 bits)

    Link para download:

http://www.microsoft.com/download/en/details.aspx?id=28806

Em um próximo post, vou mostrar as configurações do OCAT e uma DEMO da sua instação.

Procurando mais conteúdo sobre:

  • Exchange 2010 (Server e Online)?
  • Outlook 2010?
  • Office 2010?
  • Office Web Apps?
  • Comunicações Unificadas/Mensageria Microsoft?
  • Plataforma de Produtividade e Colaboração Microsoft?
  • SharePoint 2010 (Server e Online)?
  • Lync (Server e Online)?

Acesse: http://mcssc.wordpress.com e fique a vontade para comentar =D

 

Diogo Heringer

clip_image001